A origem do Halloween está na Irlanda Celta

A origem do Halloween está na Irlanda Celta

Hoje é Halloween! Algo que não é muito comemorado aqui no Brasil, mas iremos contar como surgiu essa "festa". Porém, para descobrir a origem do Halloween, precisamos olhar para o festival de Samhain, no passado celta da Irlanda.

Esse festival tinha três elementos distintos. Em primeiro lugar, foi um importante festival de fogo, que era celebrado durante a noite de 31 de outubro e durante o dia seguinte. Para os antepassados pagãos, esse festival marcava o fim do ciclo pastoral, uma época em que todas as colheitas teriam sido recolhidas e armazenadas para o longo inverno que estava por vir e também era a época em que o gado era trazido dos campos e selecionados para o abate ou para a criação.

Também, essa data era o último dia do ano, o tempo em que as almas dos que partiram retornariam para os seus lares e era também quando os espíritos maldosos eram libertados do outro mundo, tornando-se visíveis para os seres humanos.

Os celtas celebravam quatro grandes festivais a cada ano e nenhum deles estava conectado de qualquer maneira ao ciclo do sol. A origem do Halloween está no festival Celt's Autumn, que foi realizado no primeiro dia do 11º mês, mês conhecido como Samhain em irlandês.

Os festivais são conhecidos por outros nomes em outros países celtas, mas geralmente há alguma semelhança, mesmo que apenas na tradução. Em gaélico escocês, o festival de outono é chamado Samhuinn. A raiz da palavra - "sam" - significa verão, enquanto "fuin" significa fim. E isso sinaliza a ideia de uma mudança sazonal em vez de uma noção de adoração ou ritual.

O outro grupo de línguas celtas (conhecido como Q-Celtic) tem palavras muito diferentes, mas uma intenção semelhante. Em galês, o dia é "Calan Gaeaf", que significa o primeiro dia do inverno. Na Bretanha , o dia é "Kala Goanv", que significa o começo de novembro.

Os celtas acreditavam que a passagem de um dia começava com a escuridão e progredia para a luz. A mesma noção explica por que o inverno, a estação de noites longas e escuras, marcou o começo do ano e progrediu para os dias mais claros da primavera, verão e outono.

Então, no dia 1º de novembro, Samhain, foi o Ano Novo Celta e as comemorações começaram ao pôr-do-sol do dia anterior, isto é, a véspera.

Também a colheita era celebrada pelos romanos com um festival dedicado a Pomona, a deusa dos frutos da árvore, especialmente maçãs. A origem dos menus especiais do Halloween, que geralmente envolvem maçãs provavelmente datam deste período.

Pomona continuou a ser celebrada muito depois da chegada do cristianismo na Europa romana. Assim também o Samhain na Irlanda e era inevitável que se encontrasse uma alternativa para empurrar a cultura pagã e a tradição para um evento cristão mais "aceitável".

O Papa Bonifácio, do século VII, tentando afastar seu rebanho das celebrações e rituais pagãos, declarou o dia 1º de novembro como Dia de Todos os Santos e a noite anterior tornou-se conhecida como a Noite das Relíquias (Hallow's Eve) e, a partir daí, a origem do Halloween.

Para os celtas, Samhain era uma época espiritual e para eles, as fronteiras normalmente estáveis ​​entre o outro mundo e o mundo humano tornaram-se menos seguras para que puka, banshees, fadas e outros espíritos pudessem ir e vir livremente. Este é o lugar onde o lado negro do Halloween se originou.

Para afastar o mal solto em Samhain, enormes fogueiras eram acesas e as pessoas usavam máscaras feias e disfarces para confundir os espíritos e parar os mortos identificando indivíduos que eles não gostavam durante a sua própria vida.

Eles também deliberadamente fizeram muito barulho para desestabilizar os espíritos e afastá-los de suas casas. Os tímidos, no entanto, deixavam de fora a comida em suas casas, no espinheiro mais próximo ou no mato do mato (onde as fadas viviam), esperando que sua generosidade apaziguasse os espíritos.

Assim como feitiços e encantamentos de bruxas eram especialmente poderosos em Samhain, a noite era considerada cheia de presságios do futuro.

Fique por dentro de tudo! Siga-nos no Facebook Twitter Instagram  e se inscreva no nosso canal no Youtube!!

Por Juliana Hembecker Hubert