Cemitério Pirata em Madagascar

Cemitério Pirata em Madagascar

Durante os séculos XVII e XVIII, corsários, bucaneiros e saqueadores do mar acumularam riquexzas roubando comerciante nos sete mares. Um cemitério em Madagascar é o local de descanso final de vários desses piratas. 

Entre inúmeros esconderijos, a Ilha Sainte-Marie, localizada na costa de Madagascar, a quarta maior ilha do mundo, era basicamente inexistente nos mapas da época até 1731, quando foi marcada como "Ilha dos Piratas", devido à sua reputação inconfundível.

Nos siga no Facebook 

 

A ilha também estava localizada, convenienemente, próxima à rota comercial da British East India Company, tornando-o um refúgio ideal após um saque bem-sucedido. As águas calmas ao redor da ilha permitiram uma abordagem segura, enquanto inúmeras enseadas e baías proporcionavam excelentes esconderijos nos quais navios inteiros podiam entrar e permanecer sem serem detectados.

Curta nosso Instagram

na ilha, todos os capitães que tinham grande respeito dentro da comunidade pirata tinham seus próprios lotes de terra nas quais cabanas eram construídas para abrigar as tripulações. Cada tripulação exibia sua bandeira distinguível em frente ou em cima de suas cabanas de madeira.

Como a ilha era tão apreciada pelos piratas, tornando-se sua casa, aqueles que morriam durante ataques ou por outras causas, eram enterrados no cemitério, que continua sendo o único testemunho da presença pirata na ilha.

O cemitério em Île Sainte-Marie ainda abriga uma série de lápides marcadas com caveiras e ossos, descansando pacificamente à sombra das palmeiras.

O cemitério está localizado no topo de uma colina, com vista para o horizonte de águas sem fim, simbolicamente voltado para a direção em que os enterrados zarpariam e embarcariam em suas aventuras.

Fonte: thevintagenews

Se inscreva no nosso canal no Youtube!!

E não deixe de participar do grupo do Mago no Facebook

 

 Por Juliana Hembecker Hubert