Cinco deuses nórdicos

Cinco deuses nórdicos

Todos sabemos que os vikings tinham sua própria religião pagã, e durante os ataques à Inglaterra em 787, muitas histórias foram contadas sobre os deuses, gigantes e monstros da sua mitologia. 

Algo que ainda trazemos da época viking e de sua religião, é que todos os dias da semana tem o nome de divindades nórdicas. Vamos ver os principais deuses nórdicos.

1- Loki

Conhecido como o deus trapaceiro, Loki é filho dos gigantes Fárbauti e Laufey e pai de Hel. Hel governa um local com este mesmo nome, onde recebe algumas almas dos mortos. 

Loki tem capacidade de criar seres como  um lobo (Fenrir) e uma serpente (Jörmungandr) é ofuscada por sua capacidade de dar à luz (na forma de uma égua) o cavalo Sleipnir de oito patas.

Outra curiosidade é que, pelo fato de Loki ser filhos de gigantes, inimigos dos deuses, as ações de Loki poderiam provocar eventos que levariam à destruição dos deuses. A morte do belo Baldr leva a um luto em massa por Asgard .Loki não compartilha o remorso e aproveita todas as oportunidades para mostrar seus verdadeiros sentimentos. 

A deusa Frigg usou todos os seus poderes para trazer Baldr de volta dos mortos, mas para conseguir isso, ela precisava que todos os seres chorassem por seu retorno. Loki recusou e Baldr foi enviado ao reino dos mortos para passar algum tempo com Hel, a filha de Loki.

2- Thor

Filho mais famoso de Odin, Thor está associado a tempestades, mas também protege a humanidade e representa a cura e a santificação. 

Quando Thor passeava com sua carruagem durante uma tempestade, os raios que caíam era quando ele jogava o seu martelo. 

Thor tinha um martelo e um cinto mágico, que dobrava a sua força.O nome do martelo de Thor é Mjollnir, e seu cinto é chamado Megingjard. Mjollnir podia esmagar montanhas, o que era muito útil para Thor, pois ele frequentemente estava envolvido em várias batalhas, principalmente contra a terrível serpente Jormungandr.

Segundo a mitologia, quando ocorrer o Ragnarok, o dia em que o mundo acabar, Thor matará a serpente, mas morrerá do veneno, e após sua morte, os filhos de Thor herdarão o seu martelo.

A popularidade do deus Thor pode ser medida pelos templos pagãos dedicados à ele, bem como pelo grande número de pingentes "Thor's hammer" encontrados nas escavações arqueológicas. Além disso, pode-se salientar nomes pessoais nas Sagas Vikings que incluem "thor", como por exemplo: Thostein e Thorunn. 

3- Frigg

Esposa de Odin, Frigg se preocupa com o casamento e com a maternidade, sendo a protetora de ambos. Ela também é a deusa do amor e da fertilidade. Como Thor deu seu nome à quinta-feira, Frigg é lembrado na sexta-feira, do inglês antigo "Dia do Frige". Semelhante a outros deuses nórdicos, o nome de Frigg pode ser encontrado em vários nomes de lugares na Noruega e na Suécia.

4- Baldr

 Baldr é filho de Odin e Frigg e é considerado o deus da luz, alegria, pureza, beleza, inocência e reconciliação. Considerado o melhor dos deuses, ele era amado por deuses e homens. A esposa de Baldr era Nanna e o filho deles era Foresti, o deus da justiça.

Quando Baldr morreu, sua esposa também morreu de coração partido. Dessa forma, ela foi colocada ao seu lado na pira funerária. A pira foi colocada em Ringhorn, o maior navio do mundo, ao lado do cavalo de Baldr e seu tesouro.

Baldr retornará quando um novo mundo surgir das cinzas da batalha entre o bem e o mal, conhecido como Ragnarok.

5- Odin

O principal deus nórdico, Odin é conhecido como Alfadir, o pai dos deuses e é o pai de Baldr, Hod, Herodes, Thor e a gigante Grid. Ele também é o deus da poesia e da sabedoria e seu relacionamento com a morte permite que ele fale com os mortos. Sua posição no trono lhe permite observar tudo o que acontece nos nove mundos.

A aparência física de Odin é interessante. Ele tem apenas um olho, mas esse olho brilha como o sol. A história por trás da perda do outro olho explica como Odin se tornou tão experiente. Os olhos foram trocados por sabedoria no Poço da Sabedoria, onde, fiel à forma, Odin consumia mais bebida. Esta história reforça a ideia de que os deuses nórdicos eram suscetíveis à dor.

Sobre seus ombros repousavam dois corvos, Huginn ("Pensamento") e Muninn ("Memória"). Os pássaros circulavam a Terra todos os dias, coletando informações e depois relatando de volta a Odin. Odin amava os dois pássaros, mas tinha uma queda por Muninn, o que mostra a importância que ele atribuiu à manutenção de registros escritos.

Fonte: vintagenews

Gostou do post? Compartilhe e nos siga nas redes sociais Facebook Twitter Instagram  e se inscreva no nosso canal no Youtube!!

E não deixe de participar do grupo do Mago no Facebook

Por Juliana Hembecker Hubert