As tropas de choque da Primeira Guerra Mundial

As tropas de choque da Primeira Guerra Mundial

14/05/2021 10:00

As tropas de choque são projetadas para liderar um ataque pela frente com o objetivo de infligir pesadas baixas ao inimigo e danificar gravemente as defesas. Quando a dinâmica do campo de batalha mudou com a Grande Guerra, trouxe consigo medidas para quebrar o impasse da guerra de trincheiras.

Com a necessidade de encontrar uma forma de ganhar terreno durante a Primeira Guerra Mundial, líderes militares em todo o mundo se debatiam com o novo campo de batalha, ainda não experimentado na escala ou intensidade que foi introduzido. Depois de analisar o que as tropas de combate estavam experimentando, o conceito da tropa de choque nasceu.

Arditi

Os Arditi foram uma nova onda de tropas de choque formadas em 1917 e foram essenciais na vitória final da Frente Italiana sobre o cansado Império Austro-Húngaro.

Os Arditi lideraram vários ataques às trincheiras inimigas, muitas vezes armados apenas com granadas e facas. Inicialmente formados por voluntários e mais tarde por homens recomendados por seus oficiais superiores, eles estavam entre os mais corajosos, fisicamente aptos e os melhores lutadores corpo a corpo do exército italiano naquela época. 

A maioria deles nem carregava rifles; eles os consideravam muito volumosos para usar nas trincheiras e geralmente optavam por usar adagas. O que fariam é avançar sob a cobertura de uma barragem de artilharia precisa e, uma vez levantada, inundariam as trincheiras para apunhalar o inimigo no rosto. O objetivo não era apenas atacar suas posições com o objetivo de ganhar terreno, mas derrubá-los e destruí-los.

O trabalho era tão perigoso que um soldado Arditi receberia três vezes o salário de um soldado italiano médio. O que não é ruim, considerando que eles sofreram 25-30% de baixas em quase todos os ataques. Seu distintivo era uma caveira com uma adaga cravada entre os dentes e seu lema era, "O la vittoria, o tutti accoppati", que se traduz aproximadamente como "Ou vencemos ou todos morremos".

Stormtroopers

LEIA mais sobre os Stormtroopers AQUI

Os 'Sturmbattalions' alemães eram famosos por seu estilo de luta agressivo e comando descentralizado. Essas unidades tornaram mais fácil para o Exército Alemão romper as defesas inimigas e colher suas almas, já que a maioria das forças não estava preparada para um ataque total quando os atingisse.

O uso dessas tropas de choque foi tão impressionante e eficaz que não foram usadas apenas durante a Segunda Guerra Mundial, mas também influenciaram as táticas de outras tropas de choque para incluir os Jagdkommandos austro-húngaros.

Jagdkommandos

Adotados pela Áustria-Hungria a partir de um conceito russo, os Jagdkommandos ou “comandos de caça” foram inicialmente usados ​​como unidades de reconhecimento. 

Eles estavam mal equipados e mal treinados até que a Rússia quase destruiu o exército austro-húngaro. 

Depois de lutarem com alguns italianos, eles conseguiram colocar as mãos em bons equipamentos e armas que lhes permitiram ter sucesso em muitas batalhas subsequentes até serem finalmente derrotados durante uma ofensiva de verão pelas defesas italianas, que haviam melhorado muito através de grandes perdas.

Após a perda da guerra e o colapso do império Áustria-Hungria, os Jagdkommandos desapareceram até 1962, quando a Áustria nomeou suas Forças Especiais em sua homenagem.

Infantaria do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA

Embora a Infantaria do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA existisse muito antes da Primeira Guerra Mundial, suas táticas agressivas e espírito de luta ganharam sua reputação moderna durante a guerra como “tropas de choque”, como os alemães os classificaram. 

O Corpo de Fuzileiros Navais ganhou sua reputação principalmente durante a batalha de Belleau Wood em 1918, quando os fuzileiros navais estavam agressivamente tomando propriedades das forças alemãs, apesar do emprego de armas químicas. Os alemães ficaram apavorados quando atacaram através de nuvens de gás mostarda, descrevendo alguns como tendo “olhos vermelhos brilhantes” e tendo a aparência de “cães do inferno”.

Fontes: wearethemighty, military, theworldwar, historyanswers

Por Juliana Hembecker Hubert 

Não esqueça de curtir nossas páginas no Facebook e no Instagram e nosso canal do Youtube                                      

Também temos dois grupos de discussão sobre as Guerras no Facebook. Se você tem algum post, foto, vídeo, curiosidades sobre as Guerras, não deixe de compartilhar conosco!! Grupo GuerrasGrupo II Guerra e Grupo da FEB.