Quando os nova-iorquinos souberam da invasão do Dia D

Quando os nova-iorquinos souberam da invasão do Dia D

18/05/2022 10:00

Às 6h30, horário de Londres, na terça-feira, 6 de junho de 1944, a agência de notícias alemã DNB divulgou os primeiros relatos de que milhares de pára-quedistas aliados estavam pousando perto da foz do rio Sena, com combates ferozes perto da cidade de Caen.

Quando o sol nasceu na cidade de Nova York, milhares de soldados já haviam desembarcado nas praias da Normandia e estavam lutando há horas. O Daily News proclamou em negrito: “INVASÃO COMEÇA”.

Sob o comando do general Eisenhower, uma armada de 5.000 navios trouxe tropas para as praias da Normandia, uma das maiores da história militar. Quase 150.000 soldados invadiram as praias da Normandia naquele dia de verão, e aproximadamente 20.000 deles de pára-quedas.

As notícias da invasão se espalharam rapidamente naquela manhã nas ruas da cidade de Nova York. Os nova-iorquinos tinham os ouvidos e os olhos colados às estações de rádio e jornais

Uma edição especial das 6 da manhã do New York Times trazia o primeiro comunicado conciso do Quartel-General Supremo da Força Expedicionária Aliada:

"Sob o comando do general Eisenhower, as forças navais aliadas, apoiadas por fortes forças aéreas, começaram a desembarcar exércitos aliados esta manhã na costa norte da França".

Nas igrejas e sinagogas de Manhattan, as pessoas oravam enquanto na Times Square, as multidões se aglomeravam para ver as últimas notícias no prédio do New York Times. A Bolsa de Valores de Nova York fez dois minutos de silêncio e milhares se reuniram na Madison Square para uma manifestação liderada pelo prefeito Fiorello La Guardi.

"Nós, o povo da cidade de Nova York, reunidos reunidos, enviamos nossas orações ao Deus Todo-Poderoso pela segurança e bem-estar espiritual de cada um de vocês e humildemente pedimos a Ele que traga vitória total aos seus braços no grande e valente luta pela libertação do mundo da tirania".

PREFEITO LA GUARDIA, DISCURSO NO COMÍCIO NA MADISON SQUARE

O presidente Roosevelt dirigiu-se diretamente ao público americano pela primeira vez naquela noite, durante seu discurso de rádio. O discurso em si foi concebido como uma oração, com Roosevelt pedindo a Deus que abençoasse o esforço de guerra americano. Ele também pediu ao povo americano que continue suas orações nos próximos dias.

Veja as fotos em preto e branco da Biblioteca do Congresso mostram nova-iorquinos se reunindo, rezando, em 6 de junho de 1944.

 

Fontes: wearethemighty, d-day, smithsonianmag,mashable 

Por Juliana Hembecker Hubert

Não esqueça de curtir nossas páginas no Facebook e no Instagram e nosso canal do Youtube                                      

Também temos dois grupos de discussão sobre as Guerras no Facebook. Se você tem algum post, foto, vídeo, curiosidades sobre as Guerras, não deixe de compartilhar conosco!! Grupo GuerrasGrupo II Guerra e e Grupo da FEB

Se você gosta do nosso trabalho e quer ver a história crescer ainda mais, nos ajude a manter o site doando um PIX de qualquer valor para a chave murilo@zheit.com.br

A Zheit agradece seus leitores e luta para manter a história dos nossos heróis!!